Seja nosso amigo no Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Twitter
00:00     00/00/0000    
AUTOMOBILISMO
31/10/2017 14h36
TAMANHO DO TEXTO Diminuir fonte Aumentar fonte

Hamilton retoma liderança do Mundial de F1


Com triunfos na Bélgica, Itália e Singapura, piloto da Mercedes volta para a ponta da tabela

Fonte: Fellipe Granzotto/ Revista USAC News
Foto: Divulgação

Indique
Hamilton retoma liderança do Mundial de F1

Três vitórias seguidas foram capazes de levar Lewis Hamilton de volta à liderança do Mundial 2017 de F1. Com atuações dominantes em Spa-Francorchamps e Monza, Hamilton fez valer a força do motor Mercedes e venceu sem dificuldades em duas pistas extremamente favoráveis aos bólidos prateados. O que ninguém esperava é que o inglês sairia também vitorioso de Marina Bay, em Singapura, palco da corrida mais caótica da temporada. 
 
No treino classificatório, Lewis não passou da quinta posição, sendo superado pelas duplas de Ferrari e Red Bull. Na pole position, Sebastian Vettel sabia da importância de confirmar na corrida o ótimo desempenho dos treinos. Porém, a chuva pouco antes da largada da prova tratou de mudar todo o cenário favorável ao alemão.
 
Ao largar mal, Vettel bem que tentou conter o ataque na primeira curva de Max Verstappen e de Kimi Raikkonen, seu companheiro de Ferrari. Mas o piso molhado deixou tudo ainda mais instável. Resultado: os três se envolveram num toque que deixou de fora Max e Kimi, além de também avariar o McLaren de Fernando Alonso, que já aparecia em terceiro, após bela largada.
 
Apesar da batida, Vettel ainda se manteve na pista e na liderança da prova. Porém, bastaram outras duas curvas para que o carro – possivelmente avariado – perdesse o controle e batesse contra o muro de proteção, pondo fim à corrida do alemão. Zerado, Vettel assistiu de camarote a uma brilhante exibição de Hamilton, que administrando a prova de forma exemplar, garantiu a 60ª vitória da carreira e a sétima da temporada.
 
Em mais uma ótima atuação, Daniel Ricciardo garantiu a segunda posição com a Red Bull enquanto Valtteri Bottas fez boa prova de recuperação e fechou o pódio, em terceiro. Em sua melhor corrida na F1, o espanhol Carlos Sainz Jr garantiu a quarta posição com a Toro Rosso. Já o mexicano Sergio Perez, da Force India, completou os cinco primeiros.
 
No campeonato, após 14 etapas disputadas, Hamilton lidera com 263 pontos, diante de 235 de Vettel. São 28 pontos de diferença, restando seis etapas para o fim do Mundial. Ainda existem 150 pontos em jogo, o que deixa claro as condições matemáticas de uma virada. Porém, Vettel sabe que precisa reagir – e rápido – se pretende seguir na luta pelo pentacampeonato. Além de ver Hamilton na liderança, o alemão passou a sofrer a ameaça real de Valtteri Bottas. O finlandês, escudeiro de Lewis na Mercedes, é o terceiro na tabela de classificação, com 212 pontos. Renovado com o time para a próxima temporada, Bottas deixou claro que a meta neste fim de ano é lutar pelo vice-campeonato contra Vettel, numa tentativa de enfraquecer o alemão na briga pelo título. Entre os Construtores, um novo título da Mercedes deve ser questão de tempo. O time lidera com 475 pontos, contra 373 da Ferrari. Distante, a Red Bull segue em terceiro, com 230 pontos.
 
Com relação ao cenário para 2018, uma das novidades foi a confirmação de Carlos Sainz Jr na Renault, ao lado do alemão Nico Hulkenberg. Tal decisão deixa o britânico Jolyon Palmer a pé para a próxima temporada. Mercedes, Ferrari, Red Bull e Force India seguirão exatamente como estão. A dúvida segue sendo o destino de Fernando Alonso. O espanhol deve permanecer na McLaren, principalmente depois que o time de Woking rescindiu o contrato com a Honda e passará a ter os motores Renault em 2018. Os japoneses passarão a impulsionar os carros da Toro Rosso. Preocupada com o futuro, o time de Faenza - que perderá Sainz - resolveu sacar o russo Daniil Kyvat para as últimas provas deste ano, promovendo a estreia do jovem Pierre Gasly, que deve seguir em 2018.
 
Outra dúvida é quanto a equipe Williams. O canadense Lance Stroll está garantido no time inglês. Porém, a outra vaga está sendo disputada por Felipe Massa, Paul Di Resta e Robert Kubica. O polonês, afastado da F1 nas últimas temporadas, pôs fim ao seu vínculo com a Renault e agora negocia abertamente uma vaga para 2018, tendo como empresário ninguém menos do que o atual campeão mundial, Nico Rosberg.
 


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Fórmula 1 terá luta pelo penta em 2018

AUTOMOBILISMO

| 30/11/2017

Fórmula 1 terá luta pelo penta em 2018

Com novo título, Hamilton travará duelo com Vettel na busca pelo 5º campeonato

Hamilton a um passo do tetracampeonato

AUTOMOBILISMO

| 30/11/2017

Hamilton a um passo do tetracampeonato

Vitória em Suzuka e abandono de Vettel deixam inglês perto do quarto título na F1

Vettel e Hamilton prometem luta ponto a ponto na 2ª metade da temporada

AUTOMOBILISMO

| 30/09/2017

Vettel e Hamilton prometem luta ponto a ponto na 2ª metade da temporada

Passada a 1ª fase do mundial, equipes retornam das férias de olho na decisão do título da F1

 Áustria e Inglaterra devolvem favoritismo à Mercedes

AUTOMOBILISMO

| 31/08/2017

Áustria e Inglaterra devolvem favoritismo à Mercedes

Triunfos confirmam recuperação do time alemão e colocam Ferrari sob pressão na F1

Ver todas

 



NOTÍCIAS POR MONTADORAS

AGRALE ALFA ROMEO ASTON MARTIN AUDI
BENTLEY BMW CHERY MOTORS CHEVROLET
CHRYLER CITROEN CROSS LANDER DODGE
FERRARI FIAT FORD GEELY
HONDA HUMMER HYUNDAI IVECO
Anterior Próxima




SHOPPING

 
Portal Carros e Acessórios | © 2009 - 2018 - Todos os direitos reservados