Seja nosso amigo no Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Twitter
00:00     00/00/0000    
AUTOMOBILISMO
30/09/2017 16h30
TAMANHO DO TEXTO Diminuir fonte Aumentar fonte

Vettel e Hamilton prometem luta ponto a ponto na 2ª metade da temporada


Passada a 1ª fase do mundial, equipes retornam das férias de olho na decisão do título da F1

Fonte: Fellipe Granzotto/ Revista USAC News
Foto: Divulgação

Indique
Vettel e Hamilton prometem luta ponto a ponto na 2ª metade da temporada

Sebastian Vettel e Lewis Hamilton prometem lutar ponto a ponto pelo título da temporada 2017 do Mundial de F1. Com 11 etapas disputadas, o ferrarista soma quatro vitórias, mesmo número de triunfos do inglês da Mercedes. Em termos de velocidade pura, Hamilton tem sido mais decisivo. São seis pole positions contra duas de Vettel. Porém, no que realmente importa – os pontos somados - Vettel leva vantagem. No momento, o alemão tem 202 pontos, contra 188 de Hamilton.
 
Após o GP da Hungria, em Hungaroring, pilotos e equipes tiveram um mês de férias em pleno verão europeu para fazer ajustes, testar melhorias e buscar o melhor acerto possível visando a 2ª metade do campeonato. Algumas das próximas provas tendem a beneficiar a Mercedes. São os casos de Spa-Francorschamps (Bélgica) e Monza (Itália), pistas de alta velocidade, onde o potente motor Mercedes deve falar mais alto, impulsionando Hamilton para a ponta. Da mesma forma, circuitos como Marina Bay (Cingapura), Interlagos (Brasil) e Yas Marina (Abu Dhabi) - que são um pouco mais seletivos - tendem a favorecer o mais bem equilibrado bólido do time de Maranello, beneficiando Vettel.
 
Outro ponto decisivo nesta disputa são os companheiros de equipe. Pelos lados da Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas tem se destacado. O substituto de Nico Rosberg se adaptou rapidamente ao time alemão e até aqui, soma duas vitórias e duas pole positions. Não por acaso, Bottas soma 169 pontos, ocupando o terceiro lugar da tabela de classificação. No contraponto, Kimi Raikkonen teve algumas boas atuações, mas decepcionou em momentos decisivos. O seu ponto alto no ano foi a pole no GP de Mônaco. Pouco para quem precisa ser uma espécie de ‘escudeiro’ de Vettel. No momento, o IceMan ocupa a quinta posição, com 116 pontos.
 
Apesar de questionado, Kimi acabou tendo seu contrato renovado justamente no período das férias de verão, momento em que os times começam a tomar as decisões para a temporada seguinte. Muitos viram a atitude do time vermelho como uma forma de ‘prestigiar’ Raikkonen num momento decisivo, no intuito de que o finlandês trabalhe mais do que nunca pelo título de Vettel. Afinal de contas, a Ferrari sonha desesperadamente com a conquista do campeonato. Já são 10 anos de jejum. A última conquista foi justamente com Raikkonen, em 2007. Na Mercedes, a posição de Bottas ainda não foi definida. Porém, dificilmente o finlandês perderá seu posto em 2018. Fernando Alonso, que era visto como ameaça, já foi descartado por Niki Lauda e Toto Wolff, chefões do time prateado.
 
Aliás, a ‘dança das cadeiras’ promete movimentar o paddock nesta fase final de campeonato. Uma das peças chave desse quebra-cabeça, Alonso já deixou claro que só definirá seu futuro em novembro, ao fim do campeonato. O espanhol quer um carro campeão. Mas o receio de sofrer mais um ano de decepções com a McLaren pode até gerar uma saída prematura da F1. De qualquer forma, a possibilidade é remota, visto o sonho do espanhol de conquistar um 3º título. Na McLaren, Alonso é a única dúvida para o próximo ano, uma vez que o time inglês confirmou a renovação de contrato do belga Stoffel Vandoorne.
Quem pode figurar na categoria no próximo ano é o polonês Robert Kubica. Após testes com a Renault na Hungria, Kubica mostrou boa forma, completou uma distância equivalente a duas corridas e acendeu a luz de alerta sobre Jolyon Palmer. O britânico deve ser dispensado ao fim do ano, abrindo espaço para Kubica, que deverá formar dupla com o alemão Nico Hulkenberg.
 
Na Red Bull, Daniel Ricciardo – em boa fase - segue onde está. Já as constantes quebras de Max Verstappen geraram uma série de boatos, indicando uma transferência do holandês para a Ferrari. Porém, a renovação de Kimi baixou a onda de boatos. Há quem acredite que em 2019, Verstappen será figura certa no time de Maranello, justamente no posto de Kimi. Vettel ainda não renovou contrato com a Ferrari para o próximo ano, mas não deve deixar o time, onde vive em lua-de-mel, sobretudo neste ano, quando voltou a ter um carro competitivo em mãos. Mesmo cenário vivido por Hamilton. O contrato com a Mercedes não está renovado, mas o inglês deve ser confirmado nos próximos meses.


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Fórmula 1 terá luta pelo penta em 2018

AUTOMOBILISMO

| 30/11/2017

Fórmula 1 terá luta pelo penta em 2018

Com novo título, Hamilton travará duelo com Vettel na busca pelo 5º campeonato

Hamilton a um passo do tetracampeonato

AUTOMOBILISMO

| 30/11/2017

Hamilton a um passo do tetracampeonato

Vitória em Suzuka e abandono de Vettel deixam inglês perto do quarto título na F1

Hamilton retoma liderança do Mundial de F1

AUTOMOBILISMO

| 31/10/2017

Hamilton retoma liderança do Mundial de F1

Com triunfos na Bélgica, Itália e Singapura, piloto da Mercedes volta para a ponta da tabela

 Áustria e Inglaterra devolvem favoritismo à Mercedes

AUTOMOBILISMO

| 31/08/2017

Áustria e Inglaterra devolvem favoritismo à Mercedes

Triunfos confirmam recuperação do time alemão e colocam Ferrari sob pressão na F1

Ver todas

 



NOTÍCIAS POR MONTADORAS

AGRALE ALFA ROMEO ASTON MARTIN AUDI
BENTLEY BMW CHERY MOTORS CHEVROLET
CHRYLER CITROEN CROSS LANDER DODGE
FERRARI FIAT FORD GEELY
HONDA HUMMER HYUNDAI IVECO
Anterior Próxima




SHOPPING

 
Portal Carros e Acessórios | © 2009 - 2018 - Todos os direitos reservados