Seja nosso amigo no Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Twitter
00:00     00/00/0000    
AUTOMOBILISMO
31/07/2017 14h50
TAMANHO DO TEXTO Diminuir fonte Aumentar fonte

Vettel e Hamilton acirram ‘guerra’ pelo título da F1


Líderes travaram intenso duelo nas ruas de Baku, no Azerbaijão. Diferença é de 14 pontos

Fonte: Fellipe Granzotto/ Revista USAC News
Foto: Divulgação

Indique
Vettel e Hamilton acirram ‘guerra’ pelo título da F1

A Fórmula 1 sempre foi marcada por rivalidades históricas. Ninguém se esquece das disputas travadas por Niki Lauda e James Hunt no início da década de 70. No início dos anos 80, Nigel Mansell e Nelson Piquet protagonizaram boas disputadas. Em 1988, Ayrton Senna e Alain Prost tiveram a rivalidade mais acirrada da história da categoria. Mais recentemente, em 2007, Fernando Alonso e Lewis Hamilton tiveram um duelo bastante acalorado dentro da McLaren. Mesma situação envolveu o mesmo Hamilton e o já aposentado Nico Rosberg, que dividiram as atenções na Mercedes, entre 2014 e 2016, numa relação pouco amistosa.
Após três temporadas amplamente dominadas pelos carros da Mercedes, quis o destino que a F1 assistisse em 2017 a uma disputa pelo título envolvendo duas equipes. Para o bem da categoria, desde as primeiras provas do ano, os bólidos da Ferrari se lançaram em igualdade de condições, o que deu nova cara ao campeonato e tirou a Mercedes da zona de conforto.
 
Corrida a corrida, os fãs tiveram a oportunidade de acompanhar a mais nova rivalidade da F1: Sebastian Vettel x Lewis Hamilton. Na Austrália e no Bahrein, vitória de Vettel.  Na China e na Espanha, Hamilton levou a melhor.  Nas últimas corridas, a disputa se manteve equilibrada. Em Mônaco, nova vitória de Vettel. No Canadá, Hamilton voltou a dar o troco. Nas ruas de Baku, palco do GP do Azerbaijão, ambos teriam a chance de desempatar a disputa.
 
Nos treinos, Hamilton não deu chances. Com um desempenho soberano, o inglês garantiu a pole position e de quebra, superou a marca de 65 poles do brasileiro Ayrton Senna. Agora, Lewis ocupa a segunda posição da história da F1, com 66 poles. Schumacher segue sendo o recordista, com 68.  Porém, na corrida, tudo mudou. Uma série de toques, batidas e safety-cars alteraram os rumos da prova. Porém, nada foi tão decisivo quanto a o toque entre os dois rivais, pouco antes de uma das relargadas.
 
Com a corrida neutralizada pelo safety, Hamilton tentou segurar o ritmo dos rivais. Porém, freou tanto que acabou sendo tocado por Vettel. De cabeça quente, o alemão foi tirar satisfação, emparelhou e jogou sua Ferrari contra a Mercedes de Lewis. Estava feito o estrago! Vettel acabou punido com 10s, por pilotagem perigosa. Hamilton não sofreu punição, porém, acabou sendo obrigado a ir ao box reparar o suporte do cockpit, que ameaçava se soltar de seu carro em plena reta do circuito. Com a perda de tempo de ambos nos boxes, o caminho ficou aberto para Daniel Ricciardo. O australiano da Red Bull, que havia batido no treino classificatório e largou somente da 10ª posição, fez prova inteligente e se aproveitando das situações, assumiu a ponta e venceu pela primeira vez na temporada e pela quinta vez na F1.
 
Em fantástica corrida de recuperação, após cair para a última posição na largada, Valtteri Bottas terminou na segunda posição. A grande surpresa ficou por conta do inesperado pódio do canadense Lance Stroll, da Williams. Muito criticado desde as primeiras provas, Stroll somou seus primeiros pontos no campeonato com o 9º lugar no GP do Canadá, em Montreal. Em Baku, beneficiado pelo bom desempenho do conjunto Williams/Mercedes, Lance voltou a andar bem e de forma merecida, terminou na terceira posição, se tornando o mais jovem piloto da história a subir ao pódio numa prova (18 anos).
 
Vettel terminou na quarta posição e Hamilton fechou os cinco primeiros. Após protagonizar duas belíssimas ultrapassagens e de ocupar as primeiras posições durante boa parte da prova, Felipe Massa abandonou a corrida, vítima de um problema na suspensão de seu Williams. O brasileiro lamentou o ocorrido, uma vez que ocupava a terceira posição na hora do abandono, justamente atrás de Hamilton e Vettel, e logo à frente de Stroll e Ricciardo. Em resumo: tinha condições de vencer a prova ou de pelo menos figurar no pódio.
 
No campeonato, após oito etapas disputadas, Sebastian Vettel lidera com 153 pontos. Lewis Hamilton é o segundo, com 139. Bottas segue em terceiro, com 111, seguido por Daniel Ricciardo, o quarto colocado com 92 pontos. No campeonato de Construtores, a Mercedes segue na frente, com 250 pontos, diante de 226 da Ferrari. A Red Bull é a terceira colocada, com 137 pontos.
 


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Nissan revela carro da Fórmula E

AUTOMOBILISMO

| 07/03/2018

Nissan revela carro da Fórmula E

Etapa começa em dezembro deste ano

Subaru e STO estarão na 24 Horas de Nürburgring

AUTOMOBILISMO

| 26/02/2018

Subaru e STO estarão na 24 Horas de Nürburgring

Corrida acontecerá no dia 13 de maio, na Alemanha

Rali Suzuki Off-Road fará parte do Paulista Off-Road

NOTÍCIAS

| 15/02/2018

Rali Suzuki Off-Road fará parte do Paulista Off-Road

Competição terá taxa de inscrição gratuita

Fórmula 1 terá luta pelo penta em 2018

AUTOMOBILISMO

| 30/11/2017

Fórmula 1 terá luta pelo penta em 2018

Com novo título, Hamilton travará duelo com Vettel na busca pelo 5º campeonato

Ver todas

 



NOTÍCIAS POR MONTADORAS

AGRALE ALFA ROMEO ASTON MARTIN AUDI
BENTLEY BMW CHERY MOTORS CHEVROLET
CHRYLER CITROEN CROSS LANDER DODGE
FERRARI FIAT FORD GEELY
HONDA HUMMER HYUNDAI IVECO
Anterior Próxima




SHOPPING

 
Portal Carros e Acessórios | © 2009 - 2018 - Todos os direitos reservados